Jô Salgado e a turma das ‘Entas’

Em 2007, durante a Bienal do Livro no Rio de Janeiro, a escritora Jô Salgado tinha pretensões modestas para o seu recém-lançado livro. Acreditava que ‘Entas – Parece que foi ontem’ venderia meia dúzia de exemplares. Vendeu seiscentos. Surpresa, a moradora do Condomínio Atmosfera, na Península, percebeu que muita gente se interessava pela história, baseada nas angústias e incertezas das mulheres quando se tornam quarentonas.

livro_home2“Até as minhas amigas disseram que o livro mudou a maneira como elas viam a vida, e que isso se refletiu de uma maneira muito positiva em seus casamentos”, garante Jô, que vivenciou algo bem parecido: “Eu estava numa crise existencial danada quando cheguei nos “entas”, me deu uma depressão muito grande. Me ocorreu a ideia de escrever um diário, eu queria me descobrir. Não pensava em fazer um livro”, revela.

O sucesso de ‘Entas’ foi tão significativo que motivou a escritora pernambucana a adaptar o texto para o teatro. Ela escolheu então três personagens – Lúcia, quarenta anos, Emília, cinquenta, e Tereza, sessenta – e destacou as peculiaridades de cada uma destas fases da vida: “Os 40 são o início de tudo, mas você ainda se sente gostosinha, enxutinha. Lá pelos 45 é que começam os problemas. Nos 50 a menopausa está chegando, a mulher questiona tudo: Deus, a vida, o marido. Com 60 ela já está mais conformada, sabe que não adianta olhar pra trás lamentando”, explica.

3 entasMontar a peça não foi nada fácil, mas Jô contou com a preciosa ajuda dos amigos para “conseguir as coisas”, como espelho, tapete, sofá, iluminação e filmagem. Depois de escolher o elenco e acompanhar os ensaios, veio a primeira apresentação, em 2014, no Sesc de Madureira. A receptividade foi tão boa que ‘Três Entas’ passou a ser encenada no Teatro dos Quatro, na Gávea. Uma mudança que deixou Jô ainda mais orgulhosa da obra.

Jo Salgado

Entrevistei a escritora em sua casa, na Barra da Tijuca. Ganhei de presente um papo muito agradável e dois de seus livros: ‘Entas’ e ‘Dores de Amor’.

“Na estreia, quando chegamos no teatro e vi o cartaz da peça, eu parei e fiquei olhando… comecei a chorar, chorei muito!”, conta. “Depois foi maravilhoso acompanhar a reação das pessoas durante a apresentação, refletindo, mas também rindo com as situações engraçadas, casais se identificando e apontando um pro outro, se divertindo”, gaba-se Jô.

Em 2015, ‘Três Entas’ está de volta, agora em nova casa. Até 19 de abril, o palco será o Teatro Fashion Mall, em São Conrado. O elenco original está mantido, com as atrizes Alessandra Rodrigues, Carmen Costa e Gleby Goldbach interpretando as protagonistas. Uma coincidência de datas, no entanto, permitirá um fato inusitado.

No dia 28 de março, a peça vai ser exibida em um festival de teatro em Teresópolis. No entanto, a mesma data já estava reservada no Fashion Mall para uma das apresentações. Com isso, outras três atrizes darão vida às “entas”, sendo que uma delas – adivinhem só! – será a própria Jô Salgado.

“Vai ser bacana, interpretar Emília, uma das minhas próprias personagens e a que mais se identifica comigo”, admite Jô. Não que subir ao palco seja uma novidade para ela. Nos áureos tempos da mocidade, Jô era atriz em São Paulo. Largou a carreira quando soube que estava grávida. Formou-se em Direito, continuou escrevendo – principalmente poesias -, mas nunca abandonou o gosto pela dramaturgia. Eis que o destino lhe reservou uma oportunidade de voltar.

* Este texto eu escrevi para a revista ‘Península´, publicado na edição 67.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s