“Excesso” que não poupa nem o Batman

Santa cacetada, a PM pegou você, Homem-Morcego!

Santa ironia, a PM prendeu você, Homem-Morcego! Chama o Comissário Gordon!

A Polícia do Rio de Janeiro conseguiu o que Coringa, Duas Caras e Pinguim tentaram estes anos todos: pegar o Batman. Não o Bruce Wayne, é claro, mas sim o simpático rapaz que se vestia como o Homem-Morcego durante os protestos na cidade.

Minha primeira reação foi achar que houve exagero. O cara não estava fazendo mal a ninguém. Mas depois, pensando melhor com os meus botões, achei totalmente compreensível. Concordo que o Cavaleiro das Trevas carioca não estava fazendo baderna, nem incitando a violência ou pichando muros. Ele simplesmente usava a fantasia pra chamar a atenção, oras. Qual o problema?

Todos.

Já estava bem claro pra todo mundo: é proibido o uso de máscaras e/ou indumentárias no meio das manifestações. Não vale a do Anonymous, a do Guy Fawkes, a do Pânico, a de bate-bola, a do Mickey Mouse, a do Joaquim Barbosa, a da Dilma… enfim, nenhuma. O que inclui, obviamente, o Batman.

“Ah, mas todo mundo já conhecia o sujeito, pra que isso?”. Simples. Porque hoje é um Batman, amanhã são 15, depois 100. E mais uns 10 Homem-Aranhas, 15 Lanternas Verdes, fora os Hulks, Wolverines, Jaspions e por aí afora. Ou seja, abriria precedente pra um monte de gente fazer o mesmo.

Infelizmente, uma das consequências negativas dos protestos de Junho foi a popularização das máscaras. E, principalmente, a ligação de quem as usa com quebra-quebras e violência. A democracia e a liberdade de expressão que permitiria a cada um o direito de usar o que quisesse foi colocada em xeque por meia dúzia de boçais inconsequentes.

Aliás, é incrível como a democracia é sempre prejudicada por meia dúzia de boçais inconsequentes.

Pior para o nosso Homem-Morcego. Ele teve os 15 minutos de fama, já havia dado entrevista pra jornais e aparecido na TV. E ao ser detido sabia que isto poderia acontecer em algum momento. Excesso, pra mim, seria mantê-lo preso como se fosse bandido. Mas ainda bem que isso não aconteceu. Ele foi solto horas depois, e já pode protestar à vontade, espero que sem estar mascarado.

Até porque, cá entre nós, lugar de fantasia é no carnaval, não em manifestação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s